quarta-feira, 24 de abril de 2013

Importância do coco verde no Brasil!


 

O aumento significativo da demanda por água de coco, observado nos últimos anos, gerou uma rápida expansão do plantio com coqueiros da variedade Anã, os quais passaram a ocupar áreas não tradicionais de cultivo com esta cultura. Estima-se que atualmente mais de 57.000 ha encontra-se implantada com esta cultura distribuída entre as regiões Sudeste, Norte, Centro-Oeste, Semi-Árido do Nordeste etc.
Estes plantios encontram-se principalmente localizados em pólos de irrigação, sendo a produção voltada para atender o mercado de frutos verdes in natura para consumo da água de coco. Esta rápida expansão gerou um excedente de produção que se refletiu na queda de preço do produto, proporcionando em algumas situações, um deslocamento de parte desta produção para o segmento de coco seco, destinado à indústria onde atualmente é melhor o preço em relação ao coco verde.
A região Sudeste, principalmente os Estados do Espírito Santo e Rio de Janeiro, apresenta vantagens de localização em relação à região Nordeste, quando se considera as questões relacionadas com proximidade do mercado consumidor, possibilitando assim a oferta do produto a preços mais baixos. Além disto, esta região apresenta maior renda per capita favorecendo inclusive o estabelecimento de indústrias processadoras.
No Espírito Santo, a expansão da área plantada passou de 1275 ha, em 1990, para cerca de 8 mil ha em 1999, enquanto a produção de cerca de 3,6 milhões de frutos, em 1990, passou para mais de 73,9 milhões em 1999.
No Rio de Janeiro, a área de plantio e a produção de frutos passaram de 603 ha e 4 milhões de frutos, respectivamente, em 1990, para 6 mil ha e mais de 25 milhões de frutos em 1999 (Rego Filho ET al.,1999).
Também no Estado de São Paulo, já em 1996/97, existia um total de 2052 ha plantados, dos quais apenas 308 encontram-se em produção.
No Centro-Oeste o Estado do Mato Grosso, pela sua proximidade com os países do MERCOSUL e pela possibilidade do escoamento fluvial da produção, apresenta grande potencial para acocoicultura irrigação

Nenhum comentário:

Postar um comentário