sábado, 14 de setembro de 2013

Previsão de calor anima produtores de coco-da-baía em Minas Gerais

A previsão de mais um fim de ano com muito calor anima osprodutores mineiros de coco-da-baía. Com a elevação da temperatura, o agricultor tem oportunidade de aumentar a renda. A expectativa é de que se repita o bom desempenho obtido no verão passado, quando as vendas do frutocultivado em Minas Gerais cresceram 106% em relação ao verão anterior apenas na CeasaMinas, em Belo Horizonte, onde foram comercializados 1,8 milhão de unidades. 

“Este período é favorável também às empresas que compraram o coco no inverno para aproveitamento da água, que foi envazada e armazenada para entrar no mercado nos meses quentes, período de maior demanda”, explica João Ricardo Albanez, superintendente de Política e Economia Agrícola da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais (Seapa). 

Segundo informações da secretaria de Agricultura do estado, no verão, os agricultores têm a possibilidade de fazer novas vendas de coco para as empresas processadoras que necessitarem atender ao crescimento da demanda de água. “Neste caso os agricultores já entregarão o fruto com cotação mais alta”, observa o superintendente. 
Principais produtores
De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a produção mineira de coco-da-baía, em 2011, deve alcançar 45,6 milhões de frutos, volume 16,1% superior ao da safra passada. O fator que mais contribuiu para o bom desempenho do setor, de acordo com Albanez, foi a melhoria da produtividade nas lavouras como consequência principalmente do manejo da irrigação conjugado com a utilização de adubo

A região norte lidera o ranking da produção de coco em Minas Gerais. “Com 42% da safra estadual, teve também o maior índice de produtividade, 27,8 mil frutos por hectare”, assinala. 

Ainda tiveram bom desempenho, devido ao aumento da produtividade, as regiões do Rio Doce, Zona da Mata e Triângulo, com produção de 11,6 milhões, 5,7 milhões e 2,3 milhões de frutos, respectivamente. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário